TABELA / RESULTADOS

CLASSIFICAÇÃO

REGULAMENTO

REGULAMENTO DOS CAMPEONATOS INTERNO

DO CLUBE 22 DE AGOSTO – 2018

FUTGRAMA LIVRE (+16a) E VETERANO (+38a)

CAPÍTULO I – DOS CAMPEONATOS, MODALIDADES E SUPERVISÃO

Dos Campeonatos, Finalidade e Objetivos

Art. 1o  A Diretoria do Clube 22 de Agosto (C22A), em atenção ao disposto no art. 4o do Estatuto Social, deliberou pela realização dos Campeonatos Interno de Futgrama com a finalidade profícua de proporcionar aos seus associados a prática do esporte amador, oferecendo aos mesmos não só a oportunidade de aprimoramento técnico e tático, como também incentivo ao espírito e à disciplina desportiva, bem como o congraçamento entre seus associados, dependentes e convidados (Goleiros).

Das Modalidades, Dias dos Jogos e Idades Exigidas

Parágrafo Único. Os Campeonatos serão regidos pelas normas estabelecidas neste regulamento e aceitos pelos associados atletas participantes, pela simples adesão ao (s) campeonato (s).

Art. 2o  Serão realizados dois campeonatos distintos, constituindo-se em 2 (duas) modalidades:

  1. a) LIVRE – Jogos nas TERÇAS-FEIRAS, para sócios ou associados a partir de 16 anos; e,
  2. b) VETERANO – Jogos nas SEXTAS-FEIRAS, para sócios ou associados a partir de 38 anos.

Parágrafo Único. A idade mínima exigida poderá ser incompleta desde que a complete no ano.

Da Supervisão e Comissão Organizadora e Disciplinar

Art. 3o  A supervisão técnica dos campeonatos caberá ao Departamento de Esportes e Lazer (DEL) e Comissão Organizadora e Disciplinar (COD), cabendo-lhes fazer cumprir o presente regulamento aplicando as penalidades dele decorrentes, sem prejuízo da competência da DIRETORIA.

Parágrafo Único. As questões disciplinares serão analisadas somente pelo DEL que poderá encaminhar o caso, dependendo da gravidade, ao COD e/ou Diretoria.

 

CAPÍTULO II – DAS INSCRIÇÕES

Do Prazo Limite das Inscrições e Exigências

Art. 4o Para efetuar sua inscrição, em quaisquer das modalidades acima, o interessado deverá comparecer no DEL até 15 de Abril para preenchimento da respectiva Ficha de Adesão ao Campeonato, condicionando-se ao pagamento de uma Taxa de Inscrição no valor de R$ 25,00 (Vinte e cinco reais), no ato da inscrição ou até a entrega do uniforme, e sujeitando-se a:

  1. a) ter a idade mínima exigida para a modalidade optada, e, caso seja menor de 18 (dezoito) anos deverá apresentar Termo de Autorização do pai ou responsável legal.
  2. b) estar adimplente com o clube (em dia com a taxa de manutenção/Mensalidade).
  3. c) estar apto para a prática da atividade esportiva, em atenção ao art. 5o da LEI n. 10.848/2001, com apresentação de Atestado Médico válido (data inferior a um ano) ou do Termo de Responsabilidade para a Prática de Atividades Esportivas, assinado pelo interessado, e, caso seja menor de 18 (dezoito) anos, deverá também conter a assinatura do pai ou responsável legal.
  • No caso de inscrição fora do prazo, o interessado ficará em uma “Lista em Espera”, sujeitando-se aos critérios contidos neste regulamento.
  • No caso de inadimplente (em atraso com a Mensalidade ou da Taxa de Inscrição), o interessado deverá regularizar sua situação até a data de início (1ª rodada), devendo comparecer na Secretaria do C22A até o horário de fechamento desta ou até o horário de início do jogo caso seja apenas da Taxa de Inscrição para efetuar o pagamento, sob pena de impedimento de jogar.
  • É obrigatória a permanência da condição de adimplente (em dia com a mensalidade) durante o período do campeonato, sob pena de impedimento de jogar caso fique inadiplente.
  • Considera-se inadimplente para fins deste regulamento, o atraso de pagamento da mensalidade superior a 20 (vinte) dias após o vencimento (no mês seguinte ao atraso).

Art. 5o  No caso de infração a quaisquer dos dispositivos do artigo anterior, o atleta infrator ficará impedido de jogar no mínimo por duas partidas consecutivas, sob pena de penalidade maior ou de desligamento do campeonato, por decisão do DEL e COD.

 

CAPÍTULO III – DAS EQUIPES, TABELAS DE JOGOS E REPRESENTANTES

Da Formação das Equipes e Critérios

Art. 6o  No dia e horário previamente marcado pelo DEL para composição das Equipes, com a presença de membros do COD, DIRETORIA e Associados convidados, deverá haver a distribuição dos atletas inscritos em Equipes.

Parágrafo Único. A distribuição deverá ser através de sorteios, considerando-se, sempre que possível, a nota previamente atribuída a cada atleta, a posição em campo optada, bem como a modalidade optada e idade dos atletas, visando sempre um melhor equilíbrio das equipes.

  • A distribuição deverá ser através de sorteios, considerando-se, sempre que possível, a nota previamente atribuída a cada atleta, a posição em campo optada, bem como a modalidade optada e idade dos atletas, visando sempre um melhor equilíbrio das equipes.
  • Ainda na distribuição, sempre que possível, evitar de conter na mesma equipe mais de um membro da Diretoria ou do Conselho, bem como de associado pai com seu filho.

Das Tabelas de Jogos

Art. 7o  Formadas as equipes, será elaborada a Tabela de Jogos, respeitando-se os eventos já previamente marcados pelo C22A, bem como, sempre que possível, um período de férias se a duração do campeonato abranger os meses de janeiro, julho ou dezembro.

Dos Representantes das Equipes e Responsabilidades

Art. 8o  Cada equipe deverá eleger um representante (Capitão) e comunicar o DEL até a data do início da 1a. rodada do campeonato, sendo este o responsável por comunicar ao DEL de eventuais problemas, além de representar a sua equipe em situações que forem necessárias.

Parágrafo único.       O capitão será julgado pelo DEL quando deixar de colocar propositalmente qualquer atleta para participar de uma partida, desde que o associado prejudicado manifeste seus direitos na súmula do jogo, bem como a equipe poderá perder os pontos da partida, se for o caso.

 

CAPÍTULO IV – DA SUBSTITUIÇÃO DE JOGADORES NAS EQUIPES E CRITÉRIOS

Dos Pedidos de Substituições de Jogadores e Condições

Art. 9o  Os Pedidos de Substituições de jogadores deverão ser efetuados obrigatoriamente através dos Representantes das Equipes (Capitão), por escrito e protocolado no DEL no mínimo 3 (três) dias úteis antes ao da próxima rodada e até o término da 1ª (primeira) Fase.

Parágrafo ÚnicoÉ condição obrigatória o atleta substituto jogar no mínimo uma rodada na fase, sob pena de impedimento de jogar, não existindo mais nenhuma possibilidade de substituições, devendo as equipes continuarem no campeonato com apenas seus jogadores remanescentes.

Das Substituições por Eliminação, Desistência e Deveres

Art. 10  Poderá haver substituições de jogadores nos casos de abandono ou desistência, suspensão ou desligamento, eliminação ou outro motivo, obedecendo-se as condições do artigo anterior.

 

 

  • Considerar-se-á eliminado do campeonato, o jogador que faltar em 3 (três) jogos seguidos ou 4 (quatro) alternados, sem apresentação de justificativas e comprovação.
  • O jogador que por qualquer motivo abandonar ou desistir do campeonato, por contusão ou outro motivo, deverá comunicar o DEL, com apresentação de justificativas e comprovação, bem como deverá devolver o uniforme, sob pena de indenização e passível de outras penalidades.

Dos Critérios de Escolha das Substituições

Art. 11  O critério de escolha das substituições, deverá ser através de sorteio dentre os interessados inscritos em “Lista em Espera” antes da data de protocolo do pedido de substituição, da mesma posição em campo e mesma classificação do atleta a ser substituído.

Parágrafo Único. Em caso de não haver inscritos em espera na mesma posição em jogo e classificação, será sorteado de outra posição ou classificação, a critério do DEL.

 

 

CAPÍTULO V – DO USO DO UNIFORME, IMPEDIMENTOS E DEVOLUÇÃO

Do Uniforme Completo

Art. 12  O C22A disponibilizará, além de bolas de futebol, o uniforme completo (camisa, calções e meias) para as disputas dos campeonatos.

Da Obrigação do Uso dos Uniformes e Impedimentos

Art. 13 As equipes deverão se apresentar nas datas e locais das disputas (campos A ou B) devidamente uniformizadas, devendo os atletas portarem uniformes completos (camisas, calções e meias e goleiro com a camisa do patrocinador) e com chuteiras tipo society (sem cravos).

  • Fica Impedido de jogar a partida, o atleta que estiver sem alguma peça de seu uniforme, por qualquer motivo (perca, roubo, esquecimento, etc…), obtendo-se o direito de jogar novamente somente quando estiver com o uniforme completo.
  • Fica desobrigado do cumprimento do contido no “caput” pertinente ao Goleiro, caso algum jogador de linha venha a substituí-lo.
  • Também fica impedido de jogar a partida, o atleta que estiver utilizando chuteira com cravos ou calçado que possa causar danos aos gramados e/ou riscos à integridade física dos atletas.
  • As condições de impedimentos retromencionadas deverão ser verificadas pela arbitragem e mesa, antes do início de cada jogo, sem prejuízo da constatação durante o andamento da partida.

Da Devolução do Uniforme e Recomposição de peças do Uniforme

Art. 14  É obrigatório a devolução do uniforme pelo atleta que deixar de disputar o campeonato por qualquer motivo e em qualquer fase, para ser utilizado por outro atleta que venha a substituí-lo, observando-se os critérios estabelecidos neste regulamento.

  • Em caso de não devolução, o sócio ou associado infrator deverá indenizar o clube, mediante ao pagamento de uma taxa indenizatória estipulada pelo DEL, equivalente ao valor do uniforme, para recomposição deste e poderá ficar impedido de jogar no próximo campeonato, a critério do DEL e COD, bem como passível de outras penalidades a ser aplicada pela DIRETORIA.
  • A DIRETORIA estipulará os valores das taxas de indenização para cada UNIFORME e PEÇA, por sugestão do DEL, que será destinado a compra para recomposição.

Art. 15  Ao final do campeonato as equipes poderão disponibilizar as camisas do uniforme para o clube as quais serão utilizadas em campeonatos futuros ou poderá permanecer definitivamente com os atletas.

 

CAPÍTULO VI – DO HORÁRIO DOS JOGOS E TOLERÂNCIA, W.O. E PENALIDADES

Do Horário de Início e Tolerância

Art. 16  Os jogos seguirão os horários da tabela, com tolerância de 15 (quinze) minutos apenas para o primeiro jogo de cada campo, consequentemente, os jogos posteriores deverão iniciar tão logo termine o primeiro.

Parágrafo único.       Em caso de W.O. no primeiro jogo, o jogo posterior (segundo Jogo) deverá iniciar rigorosamente no horário da tabela.

Do W.O. e Penalidades à Equipe

Art. 17  No horário marcado para início da partida, caso as 2 (duas) equipes não estejam presentes e completas, ou seja, com 6 (seis) jogadores de linha e 1 (um) goleiro ou no mínimo com 5 (cinco) jogadores devidamente uniformizados e em condições de jogo, o mesário deverá avisar o árbitro da partida e iniciar a contagem do tempo e caso ultrapasse 20 (vinte) minutos sem condições de iniciar o jogo, deverá observar:

  1. a) caso o motivo seja devido uma equipe estar ausente ou não contenha o número mínimo de jogadores em campo, deverá ser decretada sua derrota por W.O., declarando-se vencedora a outra, pelo placar de 1 x 0 (um gol a zero), devendo ser computado o gol ao seu capitão.
  2. b) caso as duas equipes estejam ausentes ou não tenham número mínimo de jogadores em campo, deverão ser decretadas suas DERROTAS POR W.O, utilizando-se os mesmos critérios citados, ou  marcado nova partida para a QUINTA e SEGUNDA, respectivamente Livre e Veterano, mediante pagamento de despesas com iluminação e arbitragem, cujo valor será estipulado pelo DEL e aprovado pela Diretoria.
  3. c) caso uma ou as duas equipes novamente não compareçam, não será marcada nova partida, utilizando-se os demais critérios acima, bem como serão cobrados os valores das despesas com arbitragem, sob pena de eliminação das equipes do campeonato.

Art. 18  A equipe que não iniciar ou não terminar qualquer partida por falta de número suficiente de atletas, ou por qualquer outro motivo abandonar a partida, deverá ser decretada sua DERROTA POR W.O.

  • NÃO SERÁ CONSIDERADO DERROTA POR W.O. quando a equipe NÃO TERMINAR a partida devido NÚMERO INSUFICIENTE DE JOGADORES e que já tenha JOGADO NO MÍNIMO UM TEMPO DA PARTIDA (20 minutos) E QUE ESTEJA COM PLACAR DESFAVORÁVEL DE NO MÍNIMO 3 (tres) GOLS de diferença.
  • A equipe DERROTADA POR W.O. sofrerá as seguintes penalidades:
  1. a) no primeiro W.O. (Primária): A equipe NÃO SERÁ ELIMINADA, porém, será decretada sua DERROTA por 1 x 0 (um gol a zero); e,
  2. b) no segundo W.O. (Reincidente): Além da NÃO ELIMINAÇÃO e decretação da DERROTA nos moldes acima, em consideração ao patrocinador, porém, a equipe PERDERÁ O DIREITO À VANTAGEM nas partidas de confronto direto nas fases seguintes do campeonato.
  3. c) no terceiro W.O. (Re-Reincidente): A equipe SERÁ ELIMINADA.
  • A equipe derrotada por W.O. por abandonar a partida, independentemente do tempo de jogo, observar-se-á em relação ao placar e pontuação:
  1. a) caso esteja vencendo, por qualquer placar favorável, além de não computar pontos, será decretada sua derrota por 1 x 0 (um gol a zero) e anulados os seus gols marcados, porém, os gols da equipe adversária, declarada vencedora, serão computados como válidos; e
  2. b) caso esteja perdendo, com placar adverso, este será mantido.
  • 4º Em relação a equipe ELIMINADA POR W.O. NA 1a FASE (classificação), observar-se-á:
  1. a) os resultados dos jogos realizados da equipe eliminada serão cancelados, ou seja, a pontuação, os gols pró e contra, de todos os seus adversários serão anulados, porém, serão mantidos os cartões; e,
  2. b) os jogos ainda não realizados serão cancelados.

Das Penalidades aos Atletas

Art. 19  Os atletas das equipes que perderam por W.O. que não compareceram nos jogos pertinentes e tiverem dentro do índice mínimo de 70% (setenta por cento) de presença não sofrerão punição, já os que compareceram e o que não apareceram e que não atingiram tal índice, estarão automaticamente suspensos do próximo campeonato da mesma categoria.

 

CAPÍTULO VII – DA DURAÇÃO DOS JOGOS, SUBSTITUIÇÕES DE JOGADORES

E PARTICIPAÇÃO MÍNIMA

Da Duração das Partidas e Períodos

Art. 20  Cada partida terá duração de 60 (sessenta) minutos de bola corrida, divididos em 3 (três) tempos de 20 (vinte) minutos cada, com intervalos de 5 (cinco) minutos para descanso e troca de lado do campo.

  • Poderá haver trocas de jogadores em qualquer momento e em qualquer número, sem restrições de retornos dos mesmos, desde que aptos a jogarem na partida e autorizados pelo árbitro.
  • Na falta do goleiro antes da partida, o clube poderá convidar goleiro não sócio, porém, sua participação restringe ao gol, ou seja, não poderá participar como jogador de linha, bem como no caso de expulsão ou ato de indisciplina considerada grave não poderá mais participar dos campeonatos.
  • Na falta do goleiro durante a partida, por motivo de suspensão ou contusão, um atleta de linha deverá substituí-lo, porém, caso a suspensão atinja outra (s) rodada (s) ou por motivo de falta do goleiro titular poderá utilizar um goleiro de outra equipe desde que haja pedido junto ao DEL de no mínimo com 24 (vinte e quatro) horas de antecedência, sendo designado substituto permanente somente no (s) caso (s) de lesão com apresentação de laudo médico.

Da Participação Mínima

Art. 21  Para todos os efeitos será considerado participante da partida o atleta inscrito e devidamente uniformizado que assinar a súmula antes do início da cada partida e, neste caso, obrigatoriamente deverá entrar em campo em um dos três tempos e jogar no mínimo 20 (vinte) minutos, exceto se houver alguma eventualidade, a qual deverá ser declarada na súmula e conter a assinatura do atleta pertinente.

  • Caso o atleta chegue atrasado, o mesário deverá anotar o horário de sua chegada, observando-se:
  1. a) caso chegou dentro do 1o (primeiro) tempo, deverá aguardar no mínimo o término deste tempo para entrar em campo e jogar, em quaisquer dos demais tempos, no mínimo apenas 15 (quinze) minutos, exceto se algum atleta ceder o lugar; e,
  2. b) caso chegou após o 1º (primeiro) tempo, ficará impedido de entrar em campo e jogar, exceto se autorizado pelo seu capitão.
  • O atleta que chegar atrasado em 3 (três) partidas de sua equipe perderá o direito a que se refere o “caput” deste artigo e sua participação nas partidas posteriores ficará a critério do capitão.
  • O atleta que se sentir prejudicado quanto a sua participação mínima, deverá solicitar ao mesário para constar na súmula a sua versão dos fatos e opor sua assinatura.

Da Eliminação por Atrasos e Ausências

Art. 22  O atleta que ficar ausente (faltar) por 3 (três) partidas seguidas ou 5 (cinco) alternadas, sem justificativas, deverá ser eliminado automaticamente da sua equipe, devendo o capitão da equipe apresentar solicitação para a devida substituição, nos termos deste regulamento.

Parágrafo único.       O atleta que ficar com índice de ausências inferior a 70% (setenta por cento) e não apresentar justificativa devidamente aceita e aprovada pelo DEL e COD, estará automaticamente suspenso do próximo campeonato da mesma categoria.

 

 CAPÍTULO VIII – DAS REGRAS, FALTAS DISCIPLINARES E CARTÕES

Das regras de Futebol de Campo

Art. 23  As regras a serem aplicadas serão as de futebol de campo, exceto o IMPEDIMENTO e o CARTÃO AZUL, que ao ser aplicado, implicará na substituição do atleta punido da partida.

Das Faltas Individuais

Art. 24 O atleta que durante a partida cometer a sua 5a (quinta) falta, deverá ser eliminado e substituído, podendo participar da próxima.

Das Faltas Coletivas

Art. 25 A equipe que durante cada período do jogo cometer mais de 5 (cinco) faltas, será penalizada a cada falta a partir da 6a (sexta), com TIRO LIVRE DIRETO a ser executado no local da falta ou da marca do campo de ataque (próxima ao meio campo), devendo todos os jogadores ficarem atrás da linha da bola.

Parágrafo ÚnicoAo final de cada período da partida, deverão ser zerados o número de faltas, exceto ao final do 3º período (tempo normal) caso haja prorrogação, não sendo zerados em nenhum dos tempos da prorrogação.

Das Decisões da Arbitragem

Art. 26  Todas as decisões do árbitro da partida são consideradas inapeláveis, finais e sem direito a recursos, devendo ser aceitas pelos atletas em jogo ou em reserva e no máximo constar a reclamação na súmula, mediante sua assinatura.

Das Punições por Cartões Amarelo, Azul e Vermelho

Art. 27 O jogador punido com UM CARTÃO AMARELO poderá PERMANECER NA PARTIDA, porém, SE COMETER UMA 2a (SEGUNDA) INFRAÇÃO deverá ser advertido com UM CARTÃO AZUL ou VERMELHO.

Art. 28  Os cartões de punição ao jogador NÃO SERÃO ZERADOS DE UMA FASE PARA OUTRA, devendo observar:

I –  No caso de 01 (um) cartão:

  1. a) AZUL, deverá ser EXPULSO COM SUBSTITUIÇÃO.
  2. b) VERMELHO, deverá ser EXPULSO SEM SUBSTITUIÇÃO, DEVERÁ CUMPRIR SUSPENSÃO AUTOMÁTICA OBRIGATÓRIA DA PRÓXIMA PARTIDA, sem dispensa por fazer doação de leite.

II – No caso de 02 (dois) cartões:

  1. a) AMARELOS ou AZUIS ou 01 DE CADA, em partidas DISTINTAS, DEVERÁ CUMPRIR SUSPENSÃO AUTOMÁTICA DA PRÓXIMA PARTIDA.
  • Além do cumprimento da pena de suspensão de uma partida, o atleta punido ficará passível de julgamento, podendo ser enquadrado em outras penalidades, a depender do grau da expulsão.
  • Fica dispensado da pena de suspensão automática de uma partida, caso haja doação pelo atleta punido, até o horário antes do início da partida, de 01 (uma) caixa de 12 (doze litros de leite, as quais serão doadas ao final do campeonato para entidades beneficentes, não cabe para o cartão vermelho.
  • Nos casos de REINCIDÊNCIA acima, pela 2a (segunda) vez DEVERÁ CUMPRIR SUSPENSÃO AUTOMÁTICA DE 02 (DUAS) PARTIDAS, sendo uma OBRIGATÓRIA, e pela 3ª (terceira) vez, SUSPENSÃO AUTOMÁTICA OBRIGATÓRIA POR 03 (TRÊS) PARTIDAS e/ou ELIMINADO DO CAMPEONATO SEM SUBSTITUIÇÃO, a critério do DEL e COB.

Art. 29  No caso de um jogador se negar a ser substituído por solicitação do capitão, tal fato deverá ser comunicado pelo mesmo ao árbitro, que deverá interromper a partida e adverti-lo com cartão AZUL, para efetivação da substituição.

Parágrafo único.       Caso o jogador punido persistir em não sair de campo e/ou ofender seus companheiros e/ou membros da arbitragem, deverá ser EXPULSO com cartão VERMELHO e, neste caso, SEM SUBSTITUIÇÃO, devendo CUMPRIR SUSPENSÃO AUTOMÁTICA DAS PRÓXIMAS 2 (DUAS) PARTIDAS e ficará passível de julgamento, podendo ser enquadrado em outras penalidades.

 

 CAPÍTULO IX – DAS ATITUDES OFENSIVAS E INDISCIPLINARES

Das Atitudes Ofensivas e Indisciplinares

Art. 30  Não serão permitidas atitudes ofensivas, por meio de gestos ou palavras, agressões ou tentativas contra qualquer pessoa, quer seja jogador ou não, nem contra o árbitro, mesário ou funcionário do C22A.

  • O árbitro poderá advertir os jogadores em jogo ou reservas ou até expulsá-los, relatando na súmula, ficando passível de julgamento, para apreciação do DEL e COD para fins de punição dos envolvidos e, a depender do grau, encaminhados para decisão da DIRETORIA.
  • As penalidades aplicadas poderão atingir, a juízo dos julgadores, tanto o capitão quanto os jogadores, desde advertência verbal ou por escrito, suspensão ou eliminação do campeonato ou do clube, a depender grau e extrapolação, extracampo ou extra-clube.

Art. 31  O jogador que chutar a bola propositalmente para fora do gramado, cuja bola caia em local passível de perca ou de difícil acesso, por exemplo, em cima da quadra coberta ou área externa do clube, fica sujeito a uma Taxa de Indenização, caso a mesma não seja recuperada, sem prejuízo da pena aplicada pelo árbitro.

Parágrafo único.  O valor será sugerido pelo DEL e homologado pela Diretoria.

 

CAPÍTULO X – DO SISTEMA DE DISPUTA, FASES, REPESCAGEM E PONTUAÇÕES

Da Fase Classificatória (1a Fase): Pontuação e Vantagem

Art. 32  Nas duas modalidades, LIVRE E VETERANO, os jogos na FASE CLASSIFICATÓRIA (1a FASE), as equipes jogarão entre si EM TURNO E RETURNO (conforme respectivas tabelas), classificando-se as equipes que obtiverem o maior número de pontos ganhos, sendo no caso de VITÓRIA 3 (três) pontos, inclusive por WO, EMPATE 2 (dois) pontos e DERROTA 1 (um) ponto, exceto por WO (zero ponto), e no caso de EMPATE de pontuação, a ordem de DESEMPATE será: 1-WO; 2-Confronto direto; 3-Atraso de chegada de jogadores; 4-Maior número de vitórias; 5-Maior saldo de gols; 6-Maior número de gols marcados; 7-Menor número de cartões; e, 8-Sorteio.

Parágrafo único.       Em quaisquer fases seguintes, NOS CASOS DE EMPATE EM CONFRONTO DIRETO, as equipes MELHORES CLASSIFICADAS nesta 1a FASE TERÃO  VANTAGEM SOBRE AS OUTRAS, EXCETO NA FINAL.

Da Classificação Automática e Repescagem

Art. 33  Nos campeonatos LIVRE e VETERANO, considerando 06 (seis) equipes:

  1. a) As que terminarem em 1º (primeiro) e 2º (segundo) lugares ESTARÃO AUTOMATICAMENTE CLASSIFICAS ÀS SEMIFINAIS e as demais disputarão as outras duas vagas EM REPESCAGEM;
  2. b) As que terminarem em 3º (terceiro) ao 6º (sexto) lugares DISPUTARÃO EM REPESCAGEM, NA FORMA DE CRUZAMENTO, a que terminou em 3o (terceiro) versus 6o (sexto) e em 4o (quarto) versus 5o (quinto), EM CONFRONTO DIRETO EM DUAS PARTIDAS, classificando-se PARA AS SEMIFINAIS as equipes que somarem mais pontos ou, no caso de empate na pontuação, HAVERÁ PRORROGAÇÃO DE 15 (QUINZE) MINUTOS PARA O DESEMPATE, caso contrário, permanecendo o empate, classificam-se PARA AS SEMIFINAIS as equipes melhores classificadas na 1a. FASE.

Das Semifinais

Art. 34  Nas duas modalidades, LIVRE E VETERANO, os jogos das SEMIFINAIS serão EM CONFRONTO DIRETO EM ATÉ DUAS PARTIDAS, na forma de cruzamentos, classificando-se para as FINAIS as equipes que somarem mais pontos ou, no caso de empate na pontuação, HAVERÁ PRORROGAÇÃO DE 15 (QUINZE) MINUTOS PARA O DESEMPATE, caso contrário, permanecendo o empate, classificam-se PARA AS SEMIFINAIS AS MELHORES EQUIPES CLASSIFICADAS NA 1a. FASE, ou outro critério, da forma do parágrafo seguinte.

Parágrafo único.       Poderá ser adotado o critério da VANTAGEM por decisão UNÂNIME dos capitães das equipes classificadas, ou seja, a equipe melhor classificada na 1a Fase QUE GANHAR A PRIMEIRA PARTIDA JÁ ESTARIA CLASSIFICADA PARA A FINAL, caso contrário, haveria a SEGUNDA PARTIDA PARA O DESEMPATE, e, permanecendo o EMPATE DA PONTUAÇÃO, CLASSIFICARIA A EQUIPE MELHOR CLASSIFICADA NA 1a. FASE, SEM PRORROGAÇÃO, UTILIZANDO-SE A VANTAGEM, assim:

I –  VITÓRIA NO PRIMEIRO JOGO, caso em que não haverá o segundo jogo; ou

II –  EMPATE no primeiro jogo e VITÓRIA no segundo jogo; ou,

III –  DOIS EMPATES, caso em que não serão computados saldo de gols.

Parágrafo único.       Consequentemente, em caso contrário, estará ELIMINADA, classificando-se para as FINAIS a outra equipe.

Das Finais

Art. 35  Nas duas modalidades, LIVRE E VETERANO, nos jogos das FINAIS serão de confronto DIRETO EM PARTIDA ÚNICA, SEM VANTAGEM, sendo que ao final do tempo normal será consagrada CAMPEÃ a equipe vencedora.

  • EM CASO DE EMPATE, HAVERÁ PRORROGAÇÃO DE 15 (QUINZE) MINUTOS, COM MORTE SÚBITA, consagrando-se campeã a que fizer o gol.
  • PERMANECENDO O EMPATE, A DECISÃO SERÁ POR PENALIDADES MÁXIMAS, utilizando-se apenas os jogadores que terminarem o jogo em campo, sendo ao final declarada Campeã a equipe que obtiver melhor vantagem, após:
  1. a) 1ª Série: 3 (Três) cobranças obrigatórias; e,
  2. b) 2ª Série: No caso de empate, através de cobranças alternadas, até sair a equipe vencedora.
  • No caso de haver a 2ª série, utilizar-se-á apenas jogadores que terminaram o jogo e que não participaram da 1ª série, no entanto, ao persistir o empate os cobradores da 1ª série deverão retomar a cobrança e, assim, sucessivamente até sair a definição do vencedor.

 

 CAPÍTULO XI – DA ARTILHARIA E DEFESA

Do Artilheiro

Art. 36  Será considerado Melhor Artilharia o atleta ARTILHEIRO que somar o MAIOR NÚMERO DE GOLS PRÓS durante o campeonato.

Do Goleiro

Art. 37  Será considerado Melhor Defesa o atleta GOLEIRO que somar o MENOR NÚMERO DE GOLS SOFRIDOS durante o campeonato.

Parágrafo único.       Para critério de apuração, será utilizado a média de gols sofridos, concorrendo somente os que obtiverem um índice de participação igual ou superior a 90% das partidas realizadas.

 

 CAPÍTULO XII – DAS NÃO RESPONSABILIDADES DO C22A

Da Não Responsabilidade Sobre Os Atletas, Consequências e Acidentes

Art. 38  Conforme art. 89 do Estatuto Social, tratando-se de modalidade esportiva, considerada recreativa, entende-se para todos os efeitos, aqueles que se propõem a praticá-las, gozam de perfeita saúde, não cabendo ao C22A qualquer responsabilidade sobre consequências que possam surgir durante a participação, inclusive em casos de acidentes.

Parágrafo Único. O C22A disponibilizará dos serviços de primeiro socorro, com Socorrista (Salva-Vidas) e aparelho Desfibrilador Cardíaco.

Da Não Responsabilidade por Materiais e Objetos

Art. 39  O C22A não se responsabiliza por quaisquer materiais e objetos, pessoais ou não, extraviados nos diversos ambientes do clube.

Art. 40  É obrigação do usuário guardar os seus pertences (bolsas, roupas, objetos pessoais, etc.) nos armários disponíveis aos associados no interior dos vestiários, obedecendo-se os horários destes e utilizando cadeados pessoais.

Parágrafo único.       Os usuários deverão deixar os armários livres ao término das suas atividades tendo em vista que ao final de expediente o clube tem autonomia para abrir os armários permanecidos fechados, quebrando-se os cadeados.

 

 CAPÍTULO XIII – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Das Petições ou Recursos

Art. 41  Quaisquer petições ou recursos pertinentes, deverá ser efetuada por escrito e protocolada no DEL até as 18h (dezoito horas) do 1o (primeiro) dia útil após a ocorrência do fato.

Parágrafo único.       Caso seja entregue fora do prazo ou para pessoas alheias ao DEL, não serão aceitas ou apreciadas.

Dos Casos Omissos ou Duvidosos

Art. 42  Os casos omissos ou duvidosos do presente regulamento serão resolvidos pelo DEL, em conjunto com o COD, e os casos extracampos pela Diretoria, com amparo no Regimento Interno, Estatuto e princípios gerais do Direito.

Do Cumprimento do Regulamento e Infrações

Art. 43 Cabe aos envolvidos, sócios ou associados, atletas ou não, árbitros e mesários, a fiscalização do cumprimento deste Regulamento, obrigatório acatamento por todos, associados ou convidados, sob pena dos infratores serem convidados a se retirarem do clube, sujeitando-se as penas previstas neste, bem como do art. 23 do Estatuto: Advertência verbal (aplicada por Diretor) ou Advertência Escrita ou Suspensão ou Desligamento ou Eliminação (aplicados pela Diretoria).

Art. 44   Este Regulamento entra em vigor na data de sua aprovação e divulgação.

 

Departamento de Esportes e Lazer – DEL

Comissão Organizadora e Disciplinar – COD

DIRETORIA – Mandato de 01/05/2016 a 30/04/2019